segunda-feira, 1 de abril de 2013

877 - Soneto da segunda pós-feriado

Ah, chefe, foi o trânsito...

Depois do tamanho engarrafamento,
Da praia lotada, do breve descanso,
Ou de alguns dias a afogar o ganso
Com o cônjuge dando ao casamento

Um gás melhorando o relacionamento,
A segunda, pé em pé, passo manso,
Entra cuspindo no chão com o ranço
Para gritar: Chegou o meu momento!

Páscoa, ovo de páscoa, ressurreição...
Tudo ficou pra trás. Agora pé no chão
Que a semana começa e tá uma fera!

Então dá um beijo em quem tá ao lado
Na cama, toma seu café bem acelerado
Que o chefe, de cara fechada, te espera.

Francisco Libânio,
01/04/13, 12:24 PM
Postar um comentário