sábado, 13 de abril de 2013

940 - Soneto paquerável

Gosto mesmo! Adoro! E seria uma ótima pedida.

Eu, que gosto da carne e da cor,
Uma negra gordinha cairia bem
Num sábado assim sem ninguém
Para um passeio e uma melhor

Intimidade. Claro, um namorador,
Desses que até escolhe quem
Sai com ele olharia com desdém
E riria, mas riria com tal sabor

E tal maldade da minha escolha.
Que ria. Aquele que só olha
A mulher que curto não imagina

O quão companhia e quão leoa
É minha tal e melhor pessoa
Que qualquer uma musa feminina.

Francisco Libânio,
13/04/13, 10:04 PM
Postar um comentário