terça-feira, 31 de março de 2009

Do conflito de gerações


Extraído de http://img.photobucket.com/albums/v241/feitoamao/clooney_pitt.jpg


Não digas que não és entendido
Ou aceito pelos velhos. Eles devolveram
O que os mais velhos tinham impingido
Quando não os aceitaram nem os entenderam.

Francisco Libânio
26/02/09
11:54 PM

Dos ditadores


Stroessner e Pinochet

Fazem-se amados por obrigação
E decretam que assim seremos felizes,
Mas não impedem âmagos na subversão
De transgredir suas diretrizes.

Francisco Libânio
26/02/09
11:26 PM

segunda-feira, 30 de março de 2009

Dos loucos

280066" />
Extraído de http://circuitogeral.files.wordpress.com/2007/10/loucos.jpg

Não chames de louco alguém
Que te pareça estranha figura.
Ele em seu mundo pode também
Atribuir a ti pior loucura.

Francisco Libânio
26/02/09
11:11 PM

Dos filósofos



















Extraído de http://3.bp.blogspot.com/_tk1xuqHnAQ0/SDxRVO_wePI/AAAAAAAAAoo/Ko7z5uPKeGg/s400/Mafalda.jpg


Por um vau que é a idéia ao acaso
Navegam, exploram e chegam ao profundo
Mar. Querem fazer do ser humano raso
Causa e solução das dores do mundo

Francisco Libânio
26/02/09
1:53 PM

quinta-feira, 26 de março de 2009

15 - O extremo do amor, rota desconhecida


Extraído de http://3.bp.blogspot.com/_hU4WMTx5x3I/SZVn215wsyI/AAAAAAAACA0/qagwQozrp7A/s400/clouds,heart,love,nature,photography,road-e3af69e73743b231fbdc40ef0ff1fc97_h.jpg


O extremo do amor, rota desconhecida
Por muitos, é uma reta com fantasiosas
Flores e borboletas entremeada por horrorosas
Visões, também miragens, e dá numa saída

Bifurcada. Uma com entrada de rosas
A aguardar quem viu flores e a merecida
Paz do percurso. A outra é o fim da vida
De quem se excedeu ao dar honras amorosas

Enquanto o amor jamais lhe sorria.
Tanto as miragens como as chegadas
São dos amantes causa e conseqüência

Eu quero contigo, ao chegar nosso dia,
Cobrir-te das rosas que nos forem dadas
Sem chorar pelo amor ao qual dei existência.

Francisco Libânio
24/02/09
11:58 PM

Da Fleuma


Extraído de http://files.nireblog.com/blogs1/fleurdelacour/files/_40966990_fleurdelacor.jpg

Não deixar se exceder em emoções,
Manter um ar elevado e elegante
São gestos, atos e denotações
Menos educados e mais arrogantes.

Francisco Libânio
24/02/09
2:21 AM

segunda-feira, 23 de março de 2009

Da elegância


Extraído de http://www.jaciarabarros.com.br/administracao/files/Image/Mes%20Julho%202007/glamour.jpg

Aboletar-se nem terno, ser pingüim,
Vestido longo, consultar regramentos...
Pra quê se há pessoas com comportamentos
Pouco refinados mesmo assim?

Francisco Libânio
24/02/09
2:17 AM

terça-feira, 17 de março de 2009

14 - Trouxe-me um amor a mulher mais bonita


Extraído de http://3.bp.blogspot.com/_4cTuXm-X6iw/R9C0sPwUmiI/AAAAAAAAAp4/GQL8KN9d12A/s400/mulheres%2B12.jpg

Trouxe-me um amor a mulher mais bonita
Por uma mão e ouro noutra. Disse: Dou riqueza,
Sem limite e dou-te ainda toda beleza..
Recusei-lhe o metal bem como a senhorita

Trouxe-me, outro amor, uma dama com alteza
Por uma mão e cetim noutra. Disse: Eis a perita
Na arte da sedução, a que não é lida ou escrita.
Recusei-lhe tudo com a vista nela presa.

Não me trouxe nenhum dos dois amores
O amor que eu procurava há tanto
E que eu resolvi, por mim mesmo, procurar

Outros amores vieram, aceitei-os e os dissabores
Quase fizeram desistir até que um santo
Amor não deu ouro ou corpo, mas teu olhar.

Francisco Libânio
24/02/09
12:36 AM

segunda-feira, 16 de março de 2009

01 - 23/02/09


Extraído de http://mywords.blogs.sapo.pt/arquivo/casal1.jpg

Vamos pra cama. A palavra é deitar
Porque dormir podemos a qualquer hora
E a cama é, primeiro, de quem namora
Para então ser de quem quer descansar

Deitados, olhamos lá fora o luar
Pela janela. Esta lua tão sedutora
Atiça a libido. Amamos sem demora,
Sem cismas e sem hora pra parar.

Quando o amor cansa e o namoro acaba,
No quarto escuro um corpo desaba
Enquanto o outro o ampara num abraço

Já deitamos e deixamo-nos que a chama
Consumisse em desejo e agora a cama
Em que amamos embalará o cansaço.

Francisco Libânio
23/02/09
12:07 AM

Imprecação


Extraído de http://thumbs.dreamstime.com/thumb_101/1164723181bzMOXc.jpg


O ódio e a situação que foram os pais
Das tuas palavras natimortas,
De tão imaturos, morreram cedo demais.

Francisco Libânio
22/02/09
12:24 AM

quinta-feira, 5 de março de 2009

Soneto da musa



Extraído de http://nymphetamine.blogs.sapo.pt/arquivo/musa.JPG


Oh, Musa, tu que inspiras as criações
Dos poetas, que lhes acendes amores
Tu, cujo a falta do beijo traz a eles dores,
Mereces de mim algumas considerações

Não sou poeta como os teus admiradores
Nem saberia loar-te, encher-te de adorações,
Por isso peço-te a mim as remissões
Por não ser o melhor dos compositores

E menos pintor para pôr-te numa tela
E mostrar ao mundo como és maravilhosa
Não importando se existes ou não,

Se me amas ou sequer sabe se existe
Deste aprendiz de poeta que a ti assiste
Encantado com tua completa perfeição.

Francisco Libânio
05/03/09
7:39 PM

segunda-feira, 2 de março de 2009

Aniversário


Extraído de http://www2.fc.unesp.br/cpa/imgs/cpa_unesp_psicologia_35anos_67.jpg


Ainda que toda a experiência
De vida valha como consolo
É duro notar a inegável evidência
De mais uma vela no bolo.

Francisco Libânio
02/03/09
10:25 PM