segunda-feira, 8 de abril de 2013

912 - Soneto para Nicole Bahls

Acho essa mulher perfeita!

É uma deusa, mas há quem diga
Quem nem mulher é, mais parece
Um travesti. Quando ela aparece
Ou fala, realmente, algo ali intriga...

Corpuda, voz grave... A dúvida fustiga.
É ou não é? Será? Algo não desce.
Mas a beleza ali e logo se esquece.
Não é. Ouve-se, vê e se empertiga

A certeza. A mulher é uma amazona!
Corpo bem definido e ainda é dona
De uma simpatia ingênua meio menina.

E se, ainda, esse tal mistério persistir,
Quisera eu poder entrar para te dirimir
A dúvida sobre essa linda dançarina.

Francisco Libânio,
08/04/13, 9:22 AM
Postar um comentário