quarta-feira, 10 de abril de 2013

922 - Soneto de rima que derrama

Sou  gata, sou linda, obrigada. O próximo!

Sujeito se apaixona por uma dama,
Que acha dama sem ver problema
Nela, e já arruma pra si o esquema
De arrastar essa pequena pra cama.

Ainda é dama e assim ele a chama.
Bola detalhado todo o estratagema:
É bombom, é delicadeza, é poema,
É romantismo e é amor que declama,

Diz, canta, recita, manifesta e rima.
Tudo isso pra ver se a dama anima
A abrir do seu sexo essa redoma.

E ele, crente que ela entrava numa,
Não dá ao galanteador vez alguma,
Mas se sentia deusa com a broma.

Francisco Libânio,
10/04/13, 11:50 AM
Postar um comentário