quinta-feira, 25 de abril de 2013

986 - Soneto às antigas

É antigo, mas tem charme.

Contra a modernidade nada tenho,
Internet, plasma, tudo num clique...
Aplaudo e me agrada. Soa chique
Ou moderno e aprimora o engenho

Nos dias lépidos de desempenho
Presto. Nada melhor que se aplique,
Mas bem claro deixo e aqui fique
Registrado. Não fecho meu cenho

Ao moderno nem dele farei pouco
Ou serei inimigo fidalgal tampouco,
Mas um analógico aqui me declaro.

Escrevo no computador, assumo,
Blogueio, mas sem perder o rumo
Do antigo onde tenho o anteparo.

Francisco Libânio,
25/04/13, 10:04 AM
Postar um comentário