quarta-feira, 17 de abril de 2013

958 - Soneto franco feminino

A ideia era ficar bonita, não era? Algo saiu bem errado.

A mulher aloira a cabeleira,
Mete uma lente de contato,
No corpicho mexe, dá trato,
Silicona-se, reforma inteira,

Botoxiza-se e mexe na eira,
Na beira; como fosse nato
O remodelo em nada barato.
Faz-se nova, ergue traseira,

Tira marcas. Está a contento!
E enfim tome bronzeamento
E perfume para melhor cheiro.

Ai, essa mesma mulher chora
E diz que os tempos de agora
Não existe homem verdadeiro.

Francisco Libânio,
17/04/13, 7:03 PM
Postar um comentário