terça-feira, 16 de abril de 2013

951 - Soneto da amizade beneficiada


Só bons amigos...

Ao pai da amizade cm benefícios
Deixo meu louvor e meu protesto.
Louvor porque foi sujeito honesto
E aproveitou sem ter desperdícios

Uma relação e não usou artifícios
Sórdidos pondo claro o contexto
Todo, combinado em nobre gesto.
Acabou, acabou e não há indícios

De traição ou sacanagem. Amigos.
Mas foi um safado, pois os perigos
Dessa relação são a baixa anuência

A ela além da sua baixa qualidade.
Queria eu ser amigo e de verdade
De uma miss a dar concupiscência.

Francisco Libânio,
16/04/13, 4:23 PM
Postar um comentário