sexta-feira, 26 de abril de 2013

992 - Soneto pedregoso

Né fácil não, jão!

Fato! A realidade não tem doçura,
Cada lance no jogo tem a reação.
Contrária. Igual a ver a situação.
Qual for, ela, pode ser mais dura,

Mais violenta, pode ter sua cura
Em si ou ser letal, ter destruição.
A realidade não permite vacilação
Nem tem paciência com frescura.

Se você ama sem ser amado azar!
Procure uma doida que saiba amar
E nunca prometa algo impossível.

A realidade fia assim. O que é, é!
O que não é, nem tenta. Não dá pé!
E se forçar, ela ainda baixa o nível.

Francisco Libânio,
26/04/13, 12:29 PM
Postar um comentário