sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

1350 - soneto aos ínsones

Tem noite que é terrível.

Quando dormir é tudo que o cristão
Quer e a cama parece ser o espinho,
De pregos e se fica deitado sozinho
Ou junto, mas o sono nos diz o não

Mais doído da nossa vida. Situação
Péssima. Acuados em nosso ninho,
Queremos ter a paz e um burburinho
Que impede o descanso deixa lição:

O dia pode ter sido – e foi – bem cansativo,
Mas agora, continuar ligadão e ativo
Na cama é castigo para a humanidade.

E nessas horas, o desenho animado,
Aquele negócio um tanto amalucado
Da auto-marretada podia ser verdade.

Francisco Libânio,
16/12/13, 10:00 PM
Postar um comentário