terça-feira, 17 de dezembro de 2013

1345 - Soneto aos pastores e seus fiéis

Tá, mas fala baixo!

Que a Constituição guarde o direito
De professar toda fé em liberdade,
Adorar e louvar, praticar a bondade
E guardar um deus ou mais no peito,

Que a Lei defenda e surta o efeito
Contra quem com muita leviandade
Cerceie congregações e afinidade
Religiosa, mas que ela dê um jeito

Em quem, ao falar sobre Deus grita,
Vocifera, explode, incomoda e agita,
Mas usa a fé como motivo para isso.

A eles peço o favor de ter o controle,
Não precisam usar todo o alto fole:
Deus não é surdo e não quer rebuliço.

Francisco Libânio,
15/12/13, 11:04 AM
Postar um comentário