sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

1336 - Soneto aos procrastinadores

Eu, me preocupar?

Pausa para introspecção, ócio criativo,
Claro que a pausa nos afazeres cai bem,
Mas não precisa ser tão criativo também
Ou precisa se agastar sendo meditativo

Em excesso. A auto-melhora é de crivo
Positivo, claro, só que é preciso ir além
Da ideia, da teoria, do que o onírico tem
E ir à pauleira, para o mundo mais ativo.

É preciso conjugar ideal e o mundo real,
É preciso sair do casulo e gostar o mal
Para ver o bom da vida e a mais maciça

Felicidade de ver problemas resolvidos.
Mas para nós, tão conosco envolvidos,
Isso parece aos outros a pura preguiça.

Francisco Libânio,
11/12/13, 4:37 PM
Postar um comentário