sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

1321 - Soneto aos reis da casa

De boas...

A noite não agrada, é direito,
E o bar não nos representa.
O álcool fácil nos afugenta
E os amores em nosso peito,

Choramo-lo em nosso leito.
A noite é boa, mas não alenta.
A velocidade aqui é mais lenta,
Talvez seja um nosso defeito.

Porque a rua é um ótimo lugar
Para se ver, se curtir e admirar,
Mas viver nela e nela envolver

O nosso humor? Não consigo.
Eu prefiro me divertir no abrigo
E aqui mesmo achar meu lazer.

Francisco Libânio,
23/11/13, 9:39 AM
Postar um comentário