sábado, 7 de dezembro de 2013

1324 - Soneto aos populistas

Seria Getúlio um populista? O  povo o adorava.

Hoje qualquer um é populista,
Basta fazer bem aos carentes,
Às mais necessitadas gentes
Ou dê a eles uma conquista

Que seja um mínimo elitista
Ou que os deixe contentes.
Aí se verá ranger de dentes
E a vaia; o nome comunista

Ululando num furioso coro.
E sem um tipo de decoro,
Virá algo de superioridade,

Mas esses populistas tais
São só menos desiguais
Que populistas de verdade.

Francisco Libânio,
25/11/13, 10:40 AM
Postar um comentário