quinta-feira, 21 de março de 2013

826 - Soneto da burrice invejosa

Leitor d´O Estadão ocupado lendo o jornal.

Chefe do Estadão disse: O povo é burro!
Estranho. Isso soa desespero ou inveja
Desespero porque o jornal mais rasteja
Em venda e o deixa assim bem casmurro.

Inveja porque ele deu um pretenso murro
Na dita ignorância que, para ele, dardeja
Para o alto uma presidenta. Aí esbraveja,
Irrita, perde a razão e ainda chama zurro

A opinião que não afina com seu jornal.
Por tanto, se somos burros para este tal
Jornalista, talvez tenha ele lá sua razão.

Somos burros Mas antes que o parasita,
O urubu que torce contra e só regurgita
As burrices que saem direto no Estadão.

Francisco Libânio,
21/03/13, 12:41 PM
Postar um comentário