quarta-feira, 6 de março de 2013

788 - Soneto do desacato magistrado

E peço vênia para mandar o senhor chafurdar no lixo,  seu palhaço1

Ministro do Supremo, no auge da polidez,
Manda, ordena a repórter chafurdar no lixo!
Educação pro Excelentíssimo é capricho
E trato com o próximo soa como insensatez.

Não quer responder entrevista por essa vez?
É direito, mas desde que não vire bicho,
Não perca a finesse se não vira o buchicho
Jornalístico do dia, da semana ou do mês,

Se o jornalista ou jornal dominarem influência.
Então o papel pouco polido, Vossa Excelência,
Fez do senhor um sujeito arrogante e boçal

Pois vá um jornalista dispensar o mesmo trato
Ao senhor. De pronto será preso por desacato
Pois tem ao lado a truculência togada e legal.

Francisco Libânio,
06/03/13, 12:58 PM
Postar um comentário