quinta-feira, 14 de março de 2013

810 - Soneto despoetizado

É quando saem as melhores poesias.

Escreve um soneto no dia da poesia
E se esquece que poesia é um troço
Que causa ou indiferença ou alvoroço
E traz a quem lê reflexão, ira, alegria.

Ao escrever, ser poeta é ter a magia
De embelezar até topar com o caroço
Que é a realidade, esse grande fosso
Que a beleza infrutiferamente maquia.

E temos morte, tanta violência gratuita,
Corrupção e a desilusão, que é muita,
E a beleza abandona, deixa pra feiura

Papel, caneta e inspiração, se houver.
Ela esquece do dia e mete a escrever
E aí sai uma poesia linda de tão dura.

Francisco Libânio,
14/03/13, 12:33 PM
Postar um comentário