terça-feira, 19 de março de 2013

821 - Soneto quase romântico

Uma dessas seria perfeita pra casar. E ago mais.

Nem sempre se quer só putaria,
Às vezes uma mulher diferente
Em nossa cama cansa a gente
E tem vez que o dia não é dia

De ficar na esbórnia e se queria
Uma mulher para, simplesmente,
Para ser sua, um abraço quente
E não sensual, o riso de alegria

E não de excitação. Ir do sexo
Além rumo ao mais complexo,
Ao amor, o mais íntimo que há.

Queria essa mulher arrebatadora,
Companheira, só que não agora
Que trepo e gozo. E nem tão já.

Francisco Libânio,
19/03/13, 9:24 AM
Postar um comentário