sexta-feira, 15 de março de 2013

813 - Soneto apaixonado

Perda de tempo e dinheiro

Estar apaixonado, olha, vou te contar...
É um negócio que, às vezes, prefiro
Não estar. Me deixa bobo, eu deliro,
Vejo a mulher lá e o mais elementar

Dos meus desejos é, só isso, casar!
Estar apaixonado? Melhor é um tiro!
A paixão é, de fato, o último suspiro
Da razão. Ela desaparece e dá lugar

A um monte de ideias e à desilusão
Se nenhuma delas alcança realização.
Gera fantasia, preocupação, enfado

E se espera dessa paixão vir o amor.
Besteira. Não vem. Não tem maior
Erro do que estar, agora, apaixonado.

Francisco Libânio,
15/03/13, 12:36 PM
Postar um comentário