sábado, 8 de março de 2014

Poema de fuga 12 - Sobre o Rio

São só prédios.

Nesta cidade há
Cada estranho prédio
E em cada um deles
Há um estranho apogeu
Olho todos sem ver tédio
Neles, pois eles sabem
O estranho aqui sou eu.

Francisco Libânio,
31/12/14, 6:31 PM
Postar um comentário