sexta-feira, 21 de março de 2014

1561 - Soneto do lobo

Só observando vocês se matarem e eu ser o vilão.

O lobo, já cansado de ser vilão,
Lobo mau, assassino, açougueiro
Das fábulas e de, o tempo inteiro,
Ser evitado e recebido em posição

De guerra, chamou para discussão
E reflexão o homem, pior loroteiro
Sobre sua fama. Mas se o cordeiro
Era uma fonte para a alimentação

Como o era para o homem também,
Só que de comer o lobo não ia além,
Já o homem fazia um baita capital

Do carneiro e o matava pelo prazer,
Às vezes. Então o lobo quis entender
Porque só em comer ele fazia mal.

Francisco Libânio,
19/03/14, 11:56 AM
Postar um comentário