quarta-feira, 12 de março de 2014

1543 - Soneto do tucano

O lance é ser básico.

O tucano tinha aquele bico
Enorme e desproporcional,
De som oco nada celestial
Sabia que não era o pico

Da beleza desse tão rico
E canoro aviário nacional.
Não levava isso como mal.
Isso o tirava de mexerico:

Quem é que canta melhor?
Vaidade demais e torpor
De quem se acha artista!

O tucano, penugem preta,
Básico a agradar a etiqueta,
Sabe: Só completa a vista.

Francisco Libânio,
11/03/14, 8:57 AM
Postar um comentário