sexta-feira, 7 de março de 2014

1534 - Soneto da capivara

O cheiro é bem melhor.

Roedor enorme, a capivara
Se achou um rato crescido
E como um rato descabido,
Matreiro foi a ser. Uma rara

E insensata ideia. A seara
Da cidade, o esgoto fedido,
Um universo desconhecido
Só deixariam a nítida e clara

Conclusão: A coisa é falha,
O tamanhão mais atrapalha
Mesmo reinando no pedaço,

A capivara deixou o esgoto,
Preferiu o ar puro ao vinhoto
E foi roer no verde espaço.

Francisco Libânio,
05/03/14, 7:34 PM
Postar um comentário