quarta-feira, 5 de março de 2014

1529 - Soneto do bonobo

Pra encerrar os serviços.

O bonobo era visto como um devasso,
Um tarado que resolvia tudo com sexo,
Um luxurioso a ter a putaria por anexo
Usando-a no sucesso ou no fracasso.

Ele e seu bando, sem algum embaraço,
Resolvem os problemas, buscam nexo
E curam o estresse trepando. Perplexo
Fica o resto dos bichos. E esse crasso

Hábito qual a indignação foram levados
Ao bonobo por bichos que, revoltados,
Exigiram uma solução rápida e certeira.

Aí o bonobo leu e mostrou aos demais
A carta e prometeu as providências tais
Mas devia rolar uma suruba de saideira.

Francisco Libânio,
03/3/14, 4:31 PM
Postar um comentário