sexta-feira, 1 de novembro de 2013

1255 - Soneto sestado

Vem em boa hora.

Após o um lauto e puta almoço,
Invoco e invento o lado espanhol,
Numa Prudente, que é rica em sol,
Dou um tempo em todo alvoroço,

Me arranjo o melhor que posso
Fecho a janela àquele solar farol,
Arrumo a cama, puxo ali o lençol
E é ali mesmo que me emposso.

Sono longo, não. Só um pit-stop
Pausa de tempo que vai a galope
Para recomeçar tudo do parado.

Um ronco breve, Bendita Espanha!
Inventou a sesta, ótima artimanha
De repor o que já estava cansado.

Francisco Libânio,
31/10/13, 12:25 PM
Postar um comentário