sábado, 23 de novembro de 2013

1300 - Soneto aos leitores

Se for uma leitora e gostar... Valeu a pena.

Quem já leu até mil e duzentos
Sonetos sem querer dar um tiro,
Agradeço. Ler enquanto deliro
Esses diferentes comprimentos

De versos soltados aos ventos.
E se gostam, aí é que admiro
Quem lê. O que faço? Me atiro
A escrever e no mil e trezentos,

Se for pensar, bem tardiamente,
Agradeço e reverencio a gente
E me animo a continuar na luta.

Quantos leitores? Poucos, cinco,
Seis, mas merecem meu afinco
E por isso, seguirei essa labuta.

Francisco Libânio,
18/11/13, 8:04 AM
Postar um comentário