quarta-feira, 6 de novembro de 2013

1266 - Soneto possivelmente racista

Já o Dulcídio Wanderlei Boschilia, todo mundo chamava de alemão ladrão e ninguém reclamava.

Apresentador deu o maior bafão
Ao chamar de negão um jogador,
Em elogio, e pegou fundo na dor
De quem vê em tudo a agressão.

Mas ora, bolas, era dito de negão
O Pelé, do futebol o craque-mor,
E muito mais ofensivo e agressor
Era chamar o Dulcídio de alemão,

E chamavam. Ele em sua resposta
Mandava à merda, mas hoje, posta
A cartilha dos doutores em morais,

Tudo ofende, tudo é causa de briga,
Até um termo que muito se bendiga,
Alguém. Nem pode se elogiar mais!

Francisco Libânio,
05/11/13, 11:28 AM
Postar um comentário