terça-feira, 26 de novembro de 2013

1304 - Soneto aos inimigos

Se você não está aqui, fique tranquilo, você não tem inimigos.

Graças ao Facebook e ao humor
De autoajuda, para melhorar o dia,
Pessoa resolve sambar a alegria
Diminuindo os inimigos e, pior,

Sublinham os mesmos e dão cor
A essa rixa, a falta de diplomacia.
Inimigos! Taí uma estranha mania
Para fazer a pessoa ficar melhor.

Mas pensa bem, até o desafeto,
Esse que a antipatia dá panfleto
De imprestável é pessoa omissa

Quanto a você. Acorda pra vida!
Inimigo ou inimiga, minha querida,
Não há. Não é da Liga da Justiça.

Francisco Libânio,
19/11/13, 8:13 AM
Postar um comentário