quarta-feira, 20 de novembro de 2013

1295 - Soneto fresquinho

Deixa o sol forçar e aí já era...

Amanheceu o sábado, nublado?
Após a sexta-feira tão quente?
Como muda assim, de repente?
E a saúde para eu ter cuidado?

Calor e amenidade têm trocado
Turnos, que é sadio, o gradiente
Veloz, porém, assusta a gente
E pega a galera no pé trocado.

Hoje o dia está muito agradável,
Mas até que hora? É confiável
O clima maluco e quase bipolar?

Enquanto não muda, eu festejo,
O dia, mas para ir tudo ao brejo
Basta que exagere um raio solar.

Francisco Libânio,
16/11/13, 9:05 AM
Postar um comentário