segunda-feira, 21 de abril de 2014

1620 - Soneto da família italiana

Ma che!

Mesa numerosa, pasta e vinho,
Mãos que falam como a boca,
Discussão, vozes altas e troca
De insultos sem perder carinho.

A família italiana é o burburinho
Em que a nona é ouvida e evoca
Os tempos idos e que a fofoca
É aberta e o contato comezinho

Fortalece. Seja a quatrocentona
Ou não, haverá uma tia matrona
E forte sotaque já característico.

Nada da terrível família mafiosa,
Mas tanta massa, vinho e prosa
Crime será algum motivo cístico.

Francisco Libânio,
14/04/14, 10:13 AM
Postar um comentário