quarta-feira, 9 de abril de 2014

1595 - Soneto do carneiro

Não é fácil no verão, mas...

Envolto em lã, casaco natural,
O carneiro em dia quente sofria,
Terrível era o sol que se fazia,
Sortilégios de um país tropical.

E mesmo estando mais austral,
Em clima temperado, tinha dia
Que o calor de boa se excedia
E o casaco era castigo infernal.

E a alegria vinha ao sentir vento,
Inverno chegando, que momento!
Enfim o tempo mais a seu feitio.

Enfim o casaco tem razão de ser,
Até o homem o tosquiar e sofrer
Como era no calor e pior no frio.

Francisco Libânio,
06/04/14, 9:49 AM
Postar um comentário