terça-feira, 8 de abril de 2014

1594 - Soneto do bode

Vai continuar me achando o capeta?

Para quem via como o diabo,
Ou bicho diabólico, o bode
Mais levava o tipo a pagode,
Pois se em fé ele era nababo,

O sujeito dava o maior cabo
Na inteligência. Era o sacode
No tal ver que nenhuma ode
Do mal fazia crescer o rabo

Ou dava dons sobrenaturais.
O bode achava bom demais
Inspirar tanta mente fecunda.

Assim se fazia algo respeitado
Além da barba. Se o resultado
Não viesse, era chifre na bunda.

Francisco Libânio,
05/04/14, 7:41 PM
Postar um comentário