sábado, 22 de fevereiro de 2014

Poema de fuga 10

Sempre uma novidade.

Cada verso meu,
Acho sempre...
Alguém já o escreveu,
Mas se nunca o li
Como o outro poeta,
No papel,
Eu já o existi.

Francisco Libânio,
30/12/13, 10:36 PM
Postar um comentário