sábado, 22 de fevereiro de 2014

1508 - Soneto do gnu

Bora pegar uma praia e curtir as gostosas, moçada!

O gnu saiu em manada. Milhões
De gnus a flanar naquela savana
De meu deus, a pradaria africana,
Enfrentando temíveis situações.

Passam pelos rios a mergulhões,
Pisam em crocodilos com a gana
De sobreviver e seguir a caravana
Pela aí a desbravar esses rincões.

É certo que o gnu viva em bando,
Mas tantos! Fico cá eu pensando:
Deve ser porque são muito feios!

Imagina separado, achar parceira
Pra copular. Tem solução caseira
No bando para dar aos galanteios.

Francisco Libânio,
18/02/14, 7:32 PM
Postar um comentário