sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

1519 - Soneto da lêmure

Puta lugarzinho chato aqui...

A lêmure, excêntrico primata,
Ilhado na longe Madagascar,
Via da praia através do mar
A África que muito arrebata

O coração. Vem a intimorata
Ideia de cair na água e nadar
Até o continente, o seu lugar
No mundo e não a ilha chata.

Caiu na água e nadou rumo
À África, só que, sem prumo,
Pra natação, o mar o venceu.

Antes que se afogasse voltou
À ilha e nunca mais se ousou
Ao mar. Amava esse chão seu.

Francisco Libânio,
26/02/14, 8:01 AM
Postar um comentário