segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

1499 - Soneto com abstinência

Outro soneto ruim? Não acredito!

Vontades são tantas que se tem
Que uma que não for satisfeita
Parece que ela sofre tal desfeita
E as outras, atendidas, também.

Aí elas se juntam em turma, vêm
Querendo resolver com perfeita
Desordem mas a turma se sujeita
Ao vexame. O que se estava sem

Não é a porrada que vai conseguir.
Mas que as administra vai convir,
Faltou com elas alguma ditadura,

Eu não escrevo soneto que preste
Há tempos e não será uma peste
Que melhorará, tampouco loucura.

Francisco Libânio,
15/02/14, 6:16 PM
Postar um comentário