quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

1504 - Soneto do leopardo

Nem aí pra esses papos.

Enquanto isso, em sua terra,
O leopardo é um terrível vilão,
Mata sem piedade e perdão
E toca o terror quando berra.

Acha que, pronto pra guerra,
Ele vai ter inveja? Ora, atenção!
Ser bad boy dá mais emoção
Do que tempo que se emperra

Achando pelagem mais bonita,
Quem é mais foda, quem imita
Quem e mandou dizer à prima

Sul-americana que deixe pra lá
Quem diz que imitação aqui há,
Ou melhor, a essa turma oprima.

Francisco Libânio,
17/02/14, 12:00 PM
Postar um comentário