sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

1505 - Soneto do guepardo

Vem aqui me chamar de chita!

O guepardo era um puta atleta,
Corria cem metros pondo aflita
A caça com a rapidez inaudita
E a concorrência toda inquieta.

Merecia Olimpíada ou, já direta,
Uma medalha, mas lá a maldita
Antitorcida o chamava de chita
E esse nome pegou. A etiqueta

Estava Chita. Ele ficou uma fera
E em vez de rugir qual se espera
Dum felino, ele latiu. Risada geral!

Pois quem riu teve que ter perna
Pra fugir do guepardo na baderna.
Pois quem riu e ficou se deu mal.

Francisco Libânio,
17/02/14, 8:49 PM
Postar um comentário