quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Poema de fuga 4

Difícil não ver.

Falei pra uma amiga
Dos peitos dela
Bonitos, atraentes
E que davam tesão.
Temi o machismo
Da fala e ela, tudo bem.
Só falou pra não ir além
E não fui, falei dos peitos
Dela e o assunto rendeu,
Mas aí algo meio se perdeu
E já não era mais eu.
Revelei meus piores defeitos
Quis pedir perdão a Deus,
Mas a amiga sumiu e dela
Ficaram os peitos, só os peitos
Que na verdade
Eram os seus.

Francisco Libânio,
21/12/13, 11:34 PM
Postar um comentário