segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

1409 - Soneto das portas

Burro é você!

Ser burro como uma porta
Ofende? À porta é que não.
Ela pode não ter graduação,
Doutorado e isso importa?

Ela vive em paz e absorta
No abrir e fechar, situação
Cotidiana e não abre mão,
Pois isso muito a conforta.

E ela é burra? Tem que ver.
Quanto sabe quem a dizer
A critica? Cadê o diploma?

Por que vem tirar essa paz,
Essa tranquilidade que jaz
Falando o monte de broma?

Francisco Libânio,
06/01/14, 11:19 AM
Postar um comentário