terça-feira, 21 de janeiro de 2014

1439 - Soneto com condições

Quer Camões, leia Camões, ora pois!

Se você quer um belo soneto,
Algo camoniano, alexandrino
E se quer um tema cristalino
Livre de sujeira e com afeto

Ao belo, diga-o, seja direto,
Peça um soneto com o fino
Da poesia, com o tal divino
Toque dos gênios e aí meto

Tão direto quanto se pediu
O convite à puta que pariu.
Se quer poema camoniano

Leia Camões, que eu adoro!
Mas em meu verso, meu foro
Dou meu toque leve insano.

Francisco Libânio,
18/01/14, 5:01 PM
Postar um comentário