quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

778 - Soneto que ama uma mulher mignon

Perfeita, mas muito mais que isso!

A mulher lá é assim: A régua e compasso,
Uma engenharia perfeita de medida exata,
É mulher que inspira de soneto a serenata
E que enche com presença todo o espaço

Que ocupa atraindo olhares a cada passo.
É o tipo de mulher com a qual não se trata
Pelo corpão. Do corpo tudo se espalhafata
E cai do cavalo o que opta pelo devasso.

É gostosa? Não, ela não é apenas gostosa!
É perfeita, é mulher de cinema, mulher ideal,
É além de top e mais que uma A mais, mais!

Porque esse corpo que leva putão à loucura
Mostra pra ele o quão é pobre como criatura,
Ele quer putaria e ela, histórias descomunais.

Francisco Libânio,
27/02/13, 7:56 PM
Postar um comentário