terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

748 - Soneto do papa renunciado

Falou, vossa Santidade, tchau pra você também. Vai com Deus.

E eu que demorei vinte e cinco anos
Pra ver sair da Sé a fumaça branca,
Papa novo na área. Nem faz panca
O escolhido ser dos mais puritanos,

A fim de levar a Igreja dos mundanos
Hábitos mais longe. Veja a carranca,
Veja a cara de tiozão que atravanca
A festa com os sermões provincianos,

Isso não pode, isso é pra lá de imoral,
Mas – olha essa – foi no mundo virtual
Que ele pingou toda essa quadradice!

Agora, já velhinho, o Papa pede o boné,
Vai sair fumaça de novo da Santa Sé,
Que não venha outro Papa com mesmice.

Francisco Libânio,
12/02/13, 10:17 PM
Postar um comentário