quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

734 - Soneto que procrastina

Esperar é o melhor... Será?

Ah, a velha arte de deixar pra lá,
Mania brasileira? Acho que não!
Todos fazem, uns sem inspiração
Outros que, igual a eles, não há.

São os filhos da preguiça. Será?
Talvez a contínua procrastinação
Seja a tímida forma de percepção
De que o projeto dado naufragará.

O melhor a fazer é adiá-lo sine die.
E aí se mata de cara todo frenesi
E um possível desgosto no futuro,

Eu sei: a preguiça é má conselheira,
Mas o depois é conselho de primeira!
Siga-o e não há chance de ter furo.

Francisco Libânio,
05/02/13, 12:44 PM
Postar um comentário