sábado, 10 de agosto de 2013

1177 - Soneto íntimo e camoniano

Camões para uma temperada.

As armas e os barões assinalados,
Ficam muitos bonitos com Camões,
Mas se usados para outros senões
É certo de terem usos mais errados.

As armas são sinceros e pensados
Torpedos mandados em afobações,
Já os barões são esses tais barões
Inimigos que estão por aí aos lados.

Refletir em Camões me dá inspiração
E além da Taprobana é a imaginação
Que me faz pensar a condição humana.

De verdade, armas e barões somente
Somos nós mesmos numa frequente
Guerra intimista e por demais insana.

Francisco Libânio,
10/08/13, 1:01 PM
Postar um comentário