domingo, 25 de agosto de 2013

1207 - Soneto sob influência de Benjor

Quarenta anos, as mesma músicas... Pois é, só quem é bom consegue.

Se hoje é Benjor e antes era Ben,
O nome mudou, ficou o suingue,
O groove e, ainda que me xingue,
O cara tem um ritmo não se tem

Por aí e não se encontra ninguém
Que equipare o Ben nesse ringue,
Música que faz com que se gingue,
Se curta, pois isso o Ben faz bem.

Mas e daí que desde País Tropical
Não teve outro boom? Você, qual
Música sua dura desde os setenta?

Ben, ou Benjor, é eterno e é isso aí.
O cara sobe no palco e é o frenesi,
Enquanto o resto da turma só tenta.

Francisco Libânio,
25/08/13, 9:34 AM
Postar um comentário