sexta-feira, 23 de agosto de 2013

1203 - Soneto sob influência de Caetano

E quem não curtir o cara é burro.

Se a Tropicália foi alegria-alegria
Não sei. Sei que contra o vento
Andar sem lenço ou documento
Soa mais bobeira e não rebeldia,

Mas tudo bem. Foi fase que fazia,
A guitarra na MPB foi o momento
Rebelde, foi o bom enfrentamento
Entre a qualidade que muito havia

Na nossa MPB e algo estrangeiro,
Também bom. E Caetano, pioneiro,
Comprou a briga, bancou a mistura.

Hoje, calmo, maduro e ótimo cantor,
O cara deu uma pausa nesse ardor,
Mas o feito lá atrás, ainda perdura.

Francisco Libânio,
23/07/13, 12:05 PM

Postar um comentário