sexta-feira, 30 de agosto de 2013

1217 - Soneto sob influência de Ivan

Para uns um soporífero e tanto.

Ouvi-lo ao piano, a voz melodiosa
Há quem tenha sono já na terceira
Música, quem saia logo na primeira
E ache uma coisa pra lá de tediosa,

Mas o Ivan de tempo e fama goza,
Tem nome construído, tem carreira
Sólida aqui e em terra estrangeira
E está andando pra gente rançosa,

Quer ir vê-lo ao seu piano? Opção!
Vá, divirta-se e curta a boa atração
E se acha chato, respeite, nem vá.

Vai ser um baita azar o seu a perda,
Ouve-se aí tanto lixo e tanta merda

E você critica o que há de bom lá?

Francisco Libânio,
30/08/13, 8:27 PM
Postar um comentário