quarta-feira, 28 de agosto de 2013

1213 - Soneto sob influência do João Bosco

Um contador de histórias

Que Noel era um cronista social
Da música brasileira não discute.
Mas João Bosco, nunca o refute
Como outro cronista, quase igual

Ao menestrel da Vila e tão genial
Quanto. Como um crime repercute
Detalhado? O corpo toma azimute
E, caído, torna-se a peça principal?

Como um casamento incompatível
Deságua num desquite tão incrível
Graças a um homem e sua fortuna

Num bilhete? Merece a homenagem
O João que pintou a bela imagem
Do cotidiano com forma oportuna.

Francisco Libânio,
27/08/13, 11:43 AM
Postar um comentário