segunda-feira, 29 de julho de 2013

1150 - Soneto irracional

Não me representa nem ao meu agnosticismo.

Negar um deus, assumir ateu,
Tudo bem, é uma convicção.
Rejeitar o Papa e sua posição
Vem do arbítrio que se deu.

Ser pró-aborto é direito meu,
Amar outro homem é opção,
Genética, cabe boa discussão.
O que não pode é ter no breu

Da ideologia ter o desrespeito
Como mentor. Vez isso feito,
Nada que se creia tem valor

E tudo o que se faz é cretino,
Opção praticada em desatino
É cria da insensatez a melhor.

Francisco Libânio,
29/07/13, 11:29 AM
Postar um comentário